Koh Lanta, Tailândia

Koh Lanta, Tailândia

Decidimos começar a nossa viagem pela Tailândia por uma ilha ainda pouco visitada: Koh Lanta. Ela está entre as 10 melhores ilhas da Tailândia e estava praticamente vazia quando fomos, no começo de junho.

Moeda local

1 real = 14 Bahts aproximadamente

Hospedagem

Ficamos em um hotel simples, mas com ótimos quartos. A piscina e o jardim eram muito gostosos e a praia ficava logo em frente.

Existem vários hotéis na ilha, alguns com piscina de borda infinita e com serviços bem personalizados, outros lugares oferecem quartos sem ar-condicionado por 200 Bahts, mas sinceramente não dá para viver sem ar!!!!

A praia do nosso hotel

Ficamos em Long Beach, a praia principal. A praia tem uma parte de pedras e depois tem mais de 2km de areia. Na época que fomos estava completamente vazia. Todas as praias são bonitas, mas vale perguntar ao responsável no hotel se a praia é de areia, pois várias praias têm o mar com o “chão de pedras”. As praias do Sul são incríveis.

O que fazer em Koh Lanta

– Alugar bicicletas e explorar a ilha

Informe-se no hotel se alguém tem alguma bike para alugar, nós alugamos duas de ciclistas e as bikes eram ideais para o sobe e desce da ilha.

Bike alugada

Bike alugada

– Alugar scooters

Praticamente todos usam esse meio de transporte. É uma delícia porque faz muiiiito calor e o ventinho refresca bem. Só porque alugamos a scooter pudemos conhecer praticamente toda a ilha, porque de bicicleta quase morremos!

– Visitar o Parque Nacional

Existem duas praias lá. Uma é de pedras e a outra é de areia.  As árvores oferecem sombra natural e a água do mar é quente, mas o fundo do mar é todo de pedras. Há muito verde no Parque e muitos macacos safados tb. Cuidado com a sua mochila, tivemos nossos pacotinhos de lenços roubados por um, que teve como castigo uma pedrada do estilingue do guarda, o que também não foi legal. O Parque possui banheiros com duchas e um restaurante simples que vende sorvetes e comida congelada. Você escolhe e eles esquentam!

Rocky Beach no Parque Nacional

Rocky Beach no Parque Nacional

Sand Beach - Parque Nacional

Sand Beach – Parque Nacional

– Visitar a praia Ao Nui

Essa praia fica mais ao sul da ilha. Ela é meio escondidinha e ao ver a placa você ainda tem que andar mais alguns metros até encontrar os degraus que levam à praia. Uma das melhores para mim!

– Fazer o passeio das 4 ilhas com o barco típico “longtail”

Esse barco pode ser bonito e charmoso, mas é simples, chacoalha muito e o barulho do motor impossibilita qualquer diálogo no trajeto. O barco sai às 9:00 (eles te pegam no hotel às 8:30) e você volta para o hotel mais ou menos às 16 horas.

O barco navega 1 hora até chegar à primeira ilha, onde há tantos peixes que você não precisa fazer nada além de colocar o snorkel e ficar dentro da água imóvel. É incrível.

Depois disso há um tempo para fazer snorkel em uma outra ilha. Essa tem alguns corais roxos bonitos, mas os peixes são pequenos e sem cor.

A  terceira parada é numa ilha que tem uma caverna de 80 metros de comprimento. Se as ondas estiverem muito fortes não é possível entrar, mas nós fomos!

Dentro da caverna é bem escuro e o barulho das ondas entrando e batendo na ilha é inesquecível! Indo pela caverna você chega em uma mini praia. Olhando para cima você se sente dentro de um cone. A vegetação é muito alta e a parede da ilha também.

A quarta e última parada é em uma ilha maior e habitada. O almoço (frango com curry, arroz e vegetais) é servido e você tem um tempo para curtir a praia e o mar (que é lindo, mas nem tão limpo) antes de retornar à Koh Lanta saboreando melancias e abacaxis oferecidos pela empresa. Tive que tomar 2 comprimidos de Vonau na ida porque fiquei mega enjoada! Leve caso ache necessário.

Custo: 900 THB por pessoa, com transporte do hotel e almoço inclusos.

– Ver o pôr-do-Sol no Diamond Cliff

Esse é um restaurante e bar que fomos. Almoçamos lá e a vista era tão incrível que decidimos voltar ao final do dia. Ao lado tem um outro restaurante chamado The Cave que parece ter uma bela vista também, mas não chegamos a ir.

Sunset no Diamond Cliff

Sunset no Diamond Cliff

Sunset visto do Diamond Cliff

Sunset visto do Diamond Cliff

– Visitar a Old Town

É a parte antiga da cidade, a coisa mais fofa do mundo. Há diversos restaurantes com uma vista incrível para o mar, é só sair andando e escolher.

Vista de um restaurante em Old Town

Vista de um restaurante em Old Town

– Mergulho

Koh Lanta é um dos melhores points de mergulho do mundo e até tubarões baleia podem ser vistos, mas na época certa do ano (que não foi o nosso caso).

– Passeio de elefante

Já dei a minha opinião acerca de passeios em animais selvagens e não vou estender o assunto. Existe a possibilidade de fazer passeios em cima de elefantes, mas não sei como é e nem quanto custa. Há também um show com cobra naja, mas também não saberia dizer mais do que isso.

Passeio de elefante

Passeio de elefante

– Meditação e Yoga

Vimos um centro de meditação no meio do mato que parecia ser bem legal e vimos placas oferecendo aulas de yoga na praia, mas não vimos nenhuma acontecendo por ser baixa temporada.

Alimentação

O Pad Thai é uma comida típica e é um macarrão frito na Wok. Você escolhe se quer com vegetais, frango ou porco. Tudo é meio frito e as bolinhas na pele são inevitáveis se você está acostumado a comer limpo.

Uma opção é pedir arroz com leite de coco e manga, mas se você está na dieta que nem eu, vá de salada de atum, mas lembre-se de pedir SEM MAIONESE; eles são doidos para colocar um molhinho em tudo!

WiFi

A maioria dos lugares tem wifi gratuito, é só pedir a senha.

Lavanderia

Tem um serviço de lavanderia em cada esquina. Cada kg de roupa lavada fica por 30 Bahs, em alguns lugares 40.

Laundry

Academias

Se você treina ou quer aprender a lutar Muay Thai está no lugar certo, pois esse parece ser o esporte da ilha. Dá até para ir ao ginásio caso esteja rolando alguma luta!

Há uma academia de musculação bem grande e ajeitada, vale conversar com o dono e oferecer um preço. O mês sai por 3000 Bahts.

Posto de gasolina

Esqueça os postos convencionais. Aqui tem barraquinhas com gasolina garrafas de vidro, bem no estilo coquetel molotov.  Cada garrafa custa 40 Bahts, nós usamos de 2 a 3 garrafas cada vez que alugamos a scooter e rodamos o dia todo.

Posto de gasolina da ilha

Posto de gasolina da ilha

General Overview

Adoramos Koh Lanta, mas esse é um destino para casais ou para quem realmente quer sossego. A ilha me lembrou a Guarda do Embau há 10 anos. É bem roots e é muito bonita.

O povo da ilha é absurdamente simpático e respeitoso e sempre vai dar um jeito de resolver o seu problema ou de conseguir o que você quer ou precisa. Nós éramos as únicas pessoas numa praia e o Robin foi até um quiosquinho comprar água. Como o quiosque estava fechado uma moça deu 2 copos de vidro com água potável da sua própria casa!

Gentileza na praia

Gentileza na praia

Ficamos no hotel de um irlandês, o SoonTreeya e fomos muito bem acomodados e recebidos. No próprio hotel alugamos as scooters e o gerente que conseguiu as bikes que queríamos.

Faz muuuuuiiiito calor, mas dá para andar de biquini (ou sunga!!) para cima e para baixo o dia todo, ninguém se incomoda ou acha esquisito.

As roupas são mega baratas, mais ou menos 200 Bahts um vestido e 150 Bahts uma canga. Os pratos saem entre 100 e 150 Bahts em média.

Considere ir à Koh Lanta caso tenha uns dias sobrando no seu schedule e tenha em mente que entre maio e outubro chove bastante. Há dias em que garoa praticamente o dia todo e outros em que só chove à noite. Embora tenha chovido no dia em que fizemos o passeio de barco para as 4 ilhas, a visibilidade para o mergulho não ficou comprometida.

Uma praia em Koh Lanta

Uma praia em Koh Lanta

Trackbacks

Deixe um comentário