Maya Bay – A praia do “A Praia”

maya bay - a praia

Maya Bay ficou conhecida depois das gravações do filme “A praia”, com o Leonardo DiCaprio.

Até novembro de 2012 era possível acampar na praia para passar a noite, mas depois os tailandeses decidiram proteger o local e montaram uma base de proteção na ilha.

Os barcos começam a chegar por volta das 9 horas da manhã e a praia fica lotada e suja. Sim, pessoas deixam garrafas, potes de iogurte e eu nunca vi um lugar com tantos plásticos dentro da água. Os motores dos vários barcos soltam bastante fumaça e o óleo deixa a água mais viscosa. Deu dó e me fez acreditar que eu estava vivendo uma experiência que pessoas não aproveitarão no futuro.

O que está incluso no passeio?

Existem duas possibilidades: dormir no barco e pegar a praia vazia no dia seguinte ou voltar no mesmo dia.

Os dois grupos (eles chamam os que voltam à noite para Phi Phi de Plâncton Tour e os que dormem no barco de Sleep Aboard) saem no mesmo barco às 15:00 de Phi Phi Don.

A empresa

Estávamos em Koh Lanta e não sabíamos se a balsa chegaria antes das 15:00 em Phi Phi Don.

Já tínhamos conversado com alguém da agência Maya Bay Tours e deixaríamos as nossas mochilas lá para fazer o passeio, mas chegamos tão em cima da hora que perguntamos no próprio pier se eles poderiam nos colocar no barco.

Tem um quiosque de vendas desse passeio no pier e como preço era o mesmo, acabamos indo de mochila e cuia! Mas só conseguimos fazer isso porque o barco estava vazio!


O passeio (do Sleep Aboard)

Viking Caves

Primeiro o barco passa pelos Viking Caves, que era onde os piratas guardavam seus tesouros. Hoje os tailandeses usam o local para conseguir cuspe de pássaro para fazer uma sopa que é caríssima. Os chineses são consumidores assíduos dessa sopa.

O cuspe pode ser extraído dessas cavernas ou de algumas montanhas que você não acredita como é possível a escalada. São montanhas muito íngremes e na negativa, e não parece ter nenhum ponto de apoio. Favor lembrar que eles sobem na raça, sem proteção alguma. Alguém no barco disse que eles usam bambus para ajudar na escalada. Achei que assim ficou fácil.

Viking Caves

Viking Caves


Snorkel e caiaque

Depois de passar pelas Viking Caves navegamos mais uns 10 minutos e ancoramos em um lugar paradisíaco. Acho que só por esse lugar já vale o passeio. É ALUCINANTE.

São montanhas de calcário no meio do oceano. Elas são absurdamente altas e por causa da erosão o seu teto desabou e formou uma lagoa paradisíaca. As paredes formam uma barreira em volta da água rasa e cristalina, onde vc pode nadar ou passear de caiaque.

Nós ainda não compramos outra Go Pro depois que a nossa foi roubada e não tiramos nenhuma foto desse lugar, que para mim, foi o ponto máximo do passeio.

Passeio de caiaque

Passeio de caiaque


Maya Bay

O barco passa por trás de Maya Bay e mostra ao grupo Sleep Aboard onde eles passarão a noite, depois segue para Maya Bay, onde todos vão para um barquinho que faz o transporte até a praia.

Chegamos por volta das 17:30 na praia e ela estava cheia e suja. O guia nos disse que na alta temporada fica beeeem mais lotada. Não consegui imaginar a cena. Deve ser horrível.

Tivemos um tempo para nadar e aproveitar a praia antes de ver o pôr-do-Sol, que acontece bem no meio das duas pedras que “protegem” a baía.

Achei muito estranho que a maioria dos barcos que estavam na praia saíram antes do pôr-do-Sol, vale conferir se isso está ou não incluso no seu passeio, pois é uma das coisas mais lindas que já vi.

Após o pôr-do-Sol o grupo Plâncton janta e faz snorkel para ver o plâncton, depois um barco vem buscá-lo para retornar à Phi Phi Don.

Eu nem vi quando ele foi embora.

Na praia há um quiosque que fecha às 18:00, não é permitida a venda de bebida alcoólica nos barcos, mas vc pode comprar na praia e levar à bordo. Uma lata de cerveja custa 100 Bahts.

Jantar

Às 19:00, quando é servido o jantar, já não tem ninguém na praia e a sensação é deliciosa. Postei um vídeo no meu Instagram mostrando essa cena.

O jantar está incluso no pacote: arroz, frango com molho curry e vegetais cozidos. A comida é muito boa e você come sentado em esteiras na areia. Lembre de levar repelente porque os mosquitos não perdoam!

Após o jantar a equipe te oferece um balde de bebida gratuito. SIM, UM BALDINHO daqueles que você usava para brincar na areia! É muito engraçado.

Tivemos sorte de fazer o passeio com outros dois casais muito legais e nos divertimos horrores. O guia propõe alguns jogos e brincadeiras bem no estilo de acampamento, como um jogo de cartas em que cada número significa uma ação: 4 as mulheres bebem, 5 a pessoa dita uma regra, 8 verdade ou desafio… E, é claro, a cada erro a pessoa bebe um pouco mais.

Churrasco

Às 22:00 é oferecido um churrasco de asinhas de frango com pãezinhos. Eu não experimentei, mas o Robin falou que estava muito bom.

Depois do churrasco nós decidimos nadar na praia novamente e foi uma experiência única. Há tempos não via tantas estrelas!

Volta ao barco

O grupo Sleep Aboard volta para o barco às 23:00 e como todos já estão meio bêbados a volta ao barco pode ser um tanto perigosa: o barquinho que faz o transporte da ilha até o barco “para” debaixo de uma escada em que o último degrau é uma corda e você tem menos de 5 segundos para entrar no barquinho, escorregar por causa do óleo e sentar para que a outra pessoa não sofra mais. Tudo porque as ondas fazem o barco balançar e bater na escada, mas ninguém se machucou e foi tudo mega divertido.


Plâncton

O grupo volta ao barco e todos colocam o snorkel para mergulhar e ver o plâncton. Eu achei que todos veriam o plâncton pq haviam bebido o suficiente para ver luzinhas na água, mas mesmo com a lua quase cheia foi possível ver tudo brilhando ao bater os braços e as pernas debaixo d’água!

Ficamos uns 20 minutos na água, voltamos ao barco e tomamos o “banho” do dia: duas canecas de água doce na cabeça.

Havíamos comprado uma garrafa de rum e duas de coca-cola. Um dos casais dormiu assim que chegou e nós e um outro casal ficamos conversando e bebendo no andar de cima do barco até a hora de dormir.

A hora de dormir

Fazia tanto calor que eu não sabia se me cobria por causa dos mosquitos ou se ficava pelada e suava menos. Havia colchonetes pelo chão e nos deram almofadinhas de travesseiros e sacos de dormir.
O barco balançou bastante, disseram que dependendo da época do ano isso muda, às vezes o mar é uma piscina, às vezes fica muiiito mexido.

Os guias voltam do mergulho para ver o plâncton e, depois de se certificarem que ninguém precisa de mais nada, dormem.

Como dormimos

Como dormimos


Mergulho e caiaque 2

No dia seguinte por volta das 6:00 todos já estavam acordando e o nascer do Sol deixou o céu todo colorido, outro ponto forte do passeio. Tomamos café e chá e comemos bananas antes de pegar o barquinho para ir à praia novamente. O intuito disso era conseguir tirar boas fotos com a praia deserta, mas o tempo havia virado e o mar estava absurdamente mexido.

Mesmo com o vento muito forte, a água estava uma delícia, quentinha e transparente. A praia estava sendo limpa pelos fiscais da ilha e a areia estava branquinha e a praia silenciosa, foi uma sensação muito boa. É outra praia, uma completamente diferente daquela que você vê ao final da tarde, toda suja e cheia de gente.

Às 8:00 o barquinho encosta na escadinha novamente e faz o transporte do grupo até o barco.

Eles dão mais um tempo para mergulhar e fazer mais um pouco de caiaque e snorkel ao redor do barco. Os guias jogam pedaços de pão e centenas de peixinhos aparecem do nada e ficam nadando e te dando beliscõezinhos!

Às 9:00 o barco retorna à Phi Phi Don.

Ficamos balançando e enjoados até as 16:00, a sensação de voltar à terra firme é terrível, talvez seja o inverso do que os guias passam ao dormir em terra. Dizem que mal conseguem dormir, uma vez que dormem 6 dias por semana no barco e estão acostumados com o balanço.


Opções de passeio

Plâncton Tour

Esse é um passeio de algumas horas e para aqueles que não querem dormir no barco e nem gastar muito. Sai às 15:00 e retorna às 19:00.

Quanto custa

1200 Bahts, mais ou menos uns 85 reais.

Como funciona

Aqueles que fazem esse passeio saem no mesmo barco dos que dormem e fazem caiaque e snorkeling com todo o grupo. Depois vão à praia e jantam às 18:30.
Depois do jantar fazem snorkel noturno para ver o plâncton e um barco vai buscá-los e levá-los de volta à Phi Phi Don. É ideal para quem enjoa ou não consegue dormir no mar.

Sleep Aboard Cruise

Quanto custa

3000 Bahts por pessoa, mais ou menos 210 reais.

Esse foi o que fizemos, então já expliquei como funciona!

Considerações finais

Esse passeio é bem roots. Quem fica incomodado com o sal no corpo ou quer um pouco mais de conforto deve procurar uma outra opção de passeio ou fazer, no máximo, o Plâncton Tour.

Tenha em mente que fizemos esse passeio no meio de junho e que durante o dia a praia já estava bem cheia, em alta temporada deve ficar LOTADA, assim como o barco. Dormimos em 6 e havia lugar sobrando, mas o barco tem capacidade para 30 pessoas, deve ser um tal de pé na cara de um, mão na perna do outro…

É possível comprar cigarros de maconha com o guia e não sei como seria o entrosamento do grupo se algumas pessoas fumassem e bebessem e outras não. Tivemos sorte de estarmos em um grupo que somente bebia e que tinha, praticamente, a mesma faixa etária que a nossa.

Leve repelente, os mosquitos trabalham 24/7.

Não é preciso levar mais nada além da câmera, do protetor solar e de uma toalha ou canga para deitar na praia ou colocar de forro para sentar. Eu levei um outro vestido e só usei porque o que eu usava rasgou bem no bumbum! Mas todos dormem de biquíni e bermuda mesmo, sem frescura.

Leve uma Go Pro caso seja possível, perdemos excelentes fotos por não ter uma câmera de aventura.

us

Comments

  1. Claudia Moreira says

    Estou começando a planejar minha viagem pra Tailandia. Vou em fevereiro/2015 e meu sonho sempre foi conhecer Maya Bay. Vcs sabem me dizer se existe a possibilidade de alugarmos um barco e chegarmos lá de manhã, antes de todo mundo? Assim, eu não precisaria dormir no barco…

    • says

      Oi Cláudia,

      A época do ano que você planeja em ir é alta temporada então difícilmente você irá ver a praia vazia, alugar um barco pode sim aumentar as chances de estar mais tranquila. Que eu saiba dá pra alugar um longtail (barco típico da tailândia) e pedir pra sair bem cedo, tem que negociar com os barcos lá mesmo. A única coisa que tem que ver direito é a maré, se tiver baixa eles não vão poder sair. Outra opcão é fazer o plankton tour que sai mais pro final do dia quando tem menos gente na praia.

      Espero ter ajudado,
      Robin

  2. Danilo says

    Excelente post e explicação !! Muito obrigado por compartilhar a experiencia !!

Trackbacks

  1. […] A cor do mar não estava encantadora e pela manhã a maré estava tão cheia que mal havia um pedaço de areia para sentar. Aliás, dependendo da praia que vc vai realmente não há nenhum pedaço de areia e vc tem que alugar espreguiçadeiras por 150 Bahts (mais ou menos uns 11 reais).Eu tinha achado um absurdo e queria estender minha canga na areia, mas no final foi a melhor opção porque além de a maré demorar para baixar, a areia esquenta que é um negócio!Opções para curtir Phi Phi:a) Vir de outra ilha e passar algumas horas ou o dia em Phi Phi:Tenha em mente que vc visitará alguma praia e terá pouco tempo para explorar a ilha.b) Ficar hospedado perto do centrinho da ilha, como fizemos:Queríamos ver como a vida na ilha funcionava, dia e noite, e essa foi a melhor opção. Escolhemos um hotelzinho um pouco mais afastado dos bares, mas mesmo assim tinha um karaokê que não deixava a gente dormir!Ficamos em frente ao Pee Pee View Point e o hotel era perto de agências de mergulho, lojinhas, bares e restaurantes, casas de massagem e das praias. Em uma das praias ficam todas as baladas, postei um vídeo no meu Instagram mostrando a loucura que é!Quem vai à Phi Phi para curtir a noitada deve ficar hospedado ali pelo centro mesmo.c) Ficar hospedado na parte de resorts da ilha:Quem fica nos resorts da ilha acaba não indo à outras praias que não a do hotel e nem ao centro da ilha. Por outro lado aproveita Phi Phi de uma outra maneira e os reviews das pessoas que ficaram em resorts é excelenteSe estivéssemos em uma viagem mais curta e programada, provavelmente escolheríamos ficar em um deles, na real ficaríamos no Outrigger!d) Ficar hospedado em uma das praias mais afastadas do centro:Vimos vários bangalôs mega fofos no caminho da Long Beach, que é uma excelente praia, mas nem todos têm ar condicionado.Eu ficaria num lugar assim se quisesse descansar, curtir a Natureza e o sossego. Os bangalôs ficam longinho do centro e é bem escuro para voltar à noite, caso deseje ir à balada ou jantar no centro. Não é perigoso no sentido de assaltos, mas sim de tropeçar em tudo o que é pedra pelo caminho.O que fazer em Phi Phi- fazer o passeio para Maya Bay. Há algumas opções para visitar Phi Phi Ley e eu conto a que escolhemos nesse post. […]

Deixe um comentário